Blog



Serviços da Cloud. Diferenças entre SaaS, PaaS e IaaS PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Avaliação: / 11
FracoBom 
Escrito por António Costa   
Segunda, 26 Janeiro 2015 18:11

Nos serviços de Cloud, certamente todos os profissionais de TI já ouviram falar em SaaS (Software as a Service). É um termo muito utilizado e o seu significado vai muito mais além que a tradução (Serviço de Software). Na verdade é uma aplicação disponibilizada, geralmente sob a forma WEB, que permite a utilização do serviço ou parte dele, de acordo com a licença contratada, e essa licença é paga de acordo com o que utilizamos.

 

 

Para entendermos melhor o que é o SaaS, olhemos, por exemplo para um WebMail tradicional. É gratuito, qualquer um de nós pode utilizar. Contudo existe publicidade numa lateral, a título de exemplo. Então, para não sermos bombardeados por Publicidade, aceitamos pagar uma licença. É um serviço que contratamos dentro desse SaaS. Mas por exemplo, corremos o risco de recebermos emails com Vírus, ou mesmo nós enviarmos vírus sem querer. Então contratamos outro serviço para filtrar mensagens com Vírus, e verificar os emails enviados. Pagamos, então, uma segunda licença.

Uma característica comum dos SaaS é que o Software não corre no nosso computador, ou pelo menos apenas temos de instalar alguma infraestrutura base. Tomando como exemplo o Webmail, apenas necessitamos de ter um browser (internet explorer, Chrome, etc) instalado.

 

Um outro exemplo de SaaS é por exemplo o Skype. Apenas instalamos um pequeno aplicativo, para obter conteúdos de um servidor (contactos, mensagens anteriores, etc). É gratuito para utilização entre Skype. Se quisermos ligar para redes de telefones, pagamos um serviço de minutos que são consumidos, ou pagamos uma licença mensal, etc.

Bom até aqui, penso que a maior parte dos leitores está familiarizado.

 

Vou passar ao conceito PaaS - Platform as a Service.

Muitas vezes confundimos ambos os conceitos. Na verdade, ambos podem coexistir.

Uma Plataforma PaaS é uma plataforma que oferece uma framework, com uma API disponível que nos permite desenvolver as nossas próprias aplicações, as quais irão correr sobre essa mesma Plataforma. Eu costumo dar como exemplo, os Sistemas Operativos, mais precisamente os dispositivos Móveis (Android, IOS, ...) Pois oferecem-nos uma API para construirmos as nossas próprias Apps que serão executadas no próprio dispositivo, mas na verdade falta algo aos dispositivos móveis: estarem Online, ou seja, correr na Cloud e não no nosso próprio dispositivo, mas podemos observar analogamente para entendermos melhor o conceito.

Um outro exemplo, este sim, de um verdadeiro PaaS é o Facebook. Qualquer pessoa (com os devidos conhecimentos técnicos) pode criar Apps que consumam a API do Facebook. Por exemplo, os Jogos do Facebook (como o tão conhecido Farmville) é uma App que foi construída através da API Facebook, e corre sobre a mesma Plataforma. Por outro lado o Facebook também é SaaS.

O Google também é um exemplo de PaaS, pois oferece uma API para desenvolver sobre a mesma.

 

Por último, mas de todo menos Importante, temos o IaaS. O IaaS, ou Infrastructure as a Service, permite ao utilizador / Programador um maior controlo. Por outro lado requer maiores conhecimentos de programação e de TI.

Basicamente o IaaS oferece-nos, em troca de uma renda mensal ou anual, serviços de alojamento, bases de dados, entre outros, para podermos alojar as nossas aplicações, ou deter um espaço para utilização, tal como um disco virtual.

 

Achei importante descrever as diferenças, principalmente dos 2 primeiros, pois são conceitos que cada vez mais se utilizam, mas que ainda há quem os desconheça.

Actualizado em Segunda, 26 Janeiro 2015 18:25
 

Comentar


Código de segurança
Actualizar

RSS

feed-image RSS

Veja no facebook